Dicas de Narrativa: Como Cuidar do seu NPC

Olá, pessoal!

Essa semana, vamos dar continuidade às nossas dicas de narrativa que iniciamos com o Dicas de Narrativa: Gênesis – O Céu e a Terra.

Hoje, iremos falar sobre a criação de personagens, mas não quaisquer personagens e sim os nossos queridos NPCs, aqueles que moldamos do barro com nossas próprias mãos e que devem servir a uma função narrativa em nosso jogo. Enquanto nosso próximo artigo será dedicado com detalhes e dicas importantes sobre como ajudar seus jogadores caso eles tenham dificuldade em criar um personagem e a manutenção desses PCs (playable characters) na sua história, hoje nós iremos conversar um pouco sobre os nossos próprios personagens em nossas campanhas e sua importância na narrativa.

Dicas de Narrativa: Gênesis – O Céu e a Terra

Olá, pessoal!

Inicialmente, gostaria de me desculpar por ter sido tão apressada na semana passada e esquecido até de apresentar a mim e a minha coluna, como fui lembrada pelo Lipe! Eu sou a Cammy Nuwanda, jogadora de RPG por muito tempo, me atrevendo inclusive a narrar algumas aventuras volta ou outra por aí. Como tenho bastante experiência principalmente em Fóruns, onde se faz muito necessário conciliar sistema com uma narrativa mais rica e trabalhada, assim como é necessário um jogo de cintura para improvisação, esta coluna será voltada para ajudar princialmente os iniciantes no mundo da narrativa, tantos os mestres quanto os próprios jogadores, a mergulhar em campanhas que sejam divertidas e recompensadoras para ambas as partes!

A Importância da Narrativa em um Jogo de RPG

Como bons jogadores de RPG, todos nós costumamos nos preocupar com as regras, com os números, as mecânicas e os dados, que transformam nossos cenários em coisas vivas e dinâmicas, adicionando aquele realismo que é instigante na mesma medida em que é desafiante. São esses sistemas, já conhecidos nossos, que nos dão segurança e fazem o mundo que imaginamos saltar aos olhos e trabalhar bem como as engrenagens de um relógio, impulsionando os braços do tempo que gastamos planejando nossas campanhas.

Talvez a mecânica, as regras e o sistema que vamos usar sejam nossas primeiras e mais importantes preocupações, ao que mais nos dedicamos e, algumas vezes, nossa única preocupação. Debruçar sobre um sistema e transportar para ele personagens, aprender suas habilidades, como elas funcionam com as mecânicas, imaginar os cálculos dos dados para que tudo seja bem perfeito e quase automático, a perfeita máquina, funcionando quase automaticamente — e, quando isso acontece, nos traz um sorriso ao rosto e a sensação de um trabalho bem feito.

E então, alguns de nós, param por aí. Afinal, com todo o sistema e a mecânica prontos, as coisas devem quase caminhar sozinhas, certo?

Errado.

Oficina de Narração em Macapá/AP

Saudações, amigos.

Recentemente fui convidado à ministrar uma Oficina de Narração aqui em Macapá/AP. O convite partiu do Daniel Coimbra, um dos sócios da Magic Mountain Geek Store, loja especializada em coisas geeks aqui na cidade.

Nos próximos parágrafos vou falar um pouco mais sobre o que rolou nessa oficina e quais as minhas impressões.