Naruto para Savage Worlds: Parte III – Ninjutsus

Olá, pessoas!
Bem-vindos a mais uma postagem do Santuário do Mestre, onde daremos continuidade à adaptação de Naruto para Savage Worlds. Antes de começarmos, porém, vamos relembrar um pouco o que já abordamos nesta adaptação. Na primeira parte, eu apresentei um resumo da ambientação e quais regras usar para uma campanha de Naruto, bem como os critérios a serem adotados para criar uma personagem no cenário, listando Perícias, Complicações e Vantagens que devem ser usadas e vetadas. Já na segunda parte, apresentei os primeiros Jutsus que as personagens podem adquirir, listando Técnicas de Chakra (técnicas especiais que não se encaixam nos três tipos de Jutsus e que não precisam de teste para serem usadas, apenas o gasto de Chakra), Taijutsus (técnicas marciais que complementam as Vantagens de Combate da personagem e permitem a criação de combos físicos; usam Agilidade), e Genjutsus (técnicas que visam a manipulação da mente de seus alvos na forma de ilusões, afetando seus sentidos e emoções; usam Astúcia). Caso não tenham notado, eu fiz uma atualização na última postagem, por isso confiram lá, certo? E hoje apresentarei os Ninjutsus de forma geral.

Veja também: Parte IParte IIParte IV, Parte V, Parte VI.

Naruto para Savage Worlds: Parte II – Jutsus

Olá pessoas!
Em minha última postagem aqui no Santuário do Mestre, eu apresentei a primeira parte da minha adaptação de Naruto para Savage Worlds. Hoje vou direto ao ponto e, conforme prometi no final da postagem passada, começarei a falar sobre os Jutsus. Em mangás e animes do estilo shonen, é muito comum que seus personagens usem poderes especiais ou magias, tendo os seus nomes estilosos gritados a cada uso. Em Naruto não é diferente, e aqui eles são chamados de jutsus (que pode ser traduzido como “técnica”). Entre os mais famosos está a marca registrada do protagonista da série, a “Técnica do Clone das Sombras” ou Kage Bunshin no Jutsu, no original; um jutsu proibido que ele aprende logo no primeiro capítulo do mangá.

Veja também: Parte IParte IIIParte IV, Parte V, Parte VI.