Boku No Hero Academia – Classe 1A

Olá, galerinha!

Eu sou Helio e sejam todos bem vindos ao nosso cantinho além do tempo e do espaço na Estação das Brumas. Após nossa ultima postagem: Boku no Hero Academia para Fate Acelerado, alguns amigos perguntaram como eu faria as fichas dos personagens do anime. Daí, eu resolvi trazer as fichas dessa galera para vocês usarem em suas campanhas! Vamos começar com todos os alunos da turma 1-A!

Vamos nessa!

Boku no Hero Academia para Fate Acelerado

Olá galerinha!

Eu sou Helio e após um longo período de tempo, devido as missões proporcionadas pela classe “Adulto”, consegui fugir por um tempinho… Então, vamos ao que realmente interesse porque “quem enche linguiça é salsicheiro”! Nossa viagem desta semana na Estação das Brumas nos leva a um mundo de alegrias fantásticas! Não é o “melhor lugar do mundo”, mas é bom pra caramba: o mundo de BOKU NO HERO! Nosso objetivo hoje, crianças, é explorar este mundo de super poderes para um dos RPGs mais queridinhos: FAE- Fate Acelerado! Então se segura e vamos para as apresentações.

Tocados pelo Terror para Fate e Acelerado

Olá caros leitores, aqui é o Joka da Espaço Mítico e esta semana eu trago para vocês uma adaptação do cenário Tocados pelo Terror para Fate e Fate Acelerado.

Sword Art Online para D&D 5

Olá,

Saudações, 2d8 leitores! Eu sou o Leishmaniose e no capítulo do Lugar Nenhum desta semana, trago uma adaptação de Sword Art Online para a 5E, a engine do D&D 5ª edição!

Ehdrigohr – The Roleplaying Game

Nos últimos dias estive refletindo sobre propostas diferenciadas de RPG e depois que assisti Pantera Negra, a ideia ficou ainda mais viva em minha mente, daí me lembrei de um sistema/cenário muito interessante.

Nova Amsterdã: Lidando com sanidade e loucura

O ano virou e finalmente retomamos às atividades aqui na coluna Espaço Mítico. Eu sou o Gilberto “Joka” Olimpio, responsável por este espaço onde já passaram muitas dicas para narradores novatos, sugestões de livros sobre narração, artigos sobre hexcrawl, resenhas de sistemas, uma adaptação bacanuda para Fate Acelerado de Mouse Guard, discutimos Fate Fractal, disponibilizei aventuras prontas para o sistema Medievo (e que é facilmente adaptável para outros sistemas), e a recente participação em peso do Mundos Colidem no concurso Alphaversos, como pode ser conferido na postagem de Leish com seu cenário Yousei.

Nova Amsterdã: O Conhecimento sobre os Mythos

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima.

 

No último episódio da Caixa do Lima, conversamos sobre a sequência da postagem a Aventura vai Começar (Parte 1 e Parte 2), que é uma série de artigos direcionada para os iniciantes — e porque não, para os curiosos e desejosos de outras alternativas — no Sistema Fate.

No episódio de hoje, vamos voltar a nossas atenções para Nova Amsterdã, um cenário para Fate Acelerado que estou desenvolvendo em parceria com Gilberto “Joka” Olímpio, e que foi abordado anteriormente em nossas respectivas colunas. Vamos a retrospectiva? Nova Amsterdã 1646: Os Mythos chegam ao nordeste holandês, Nova Amsterdã 1646: O estranho ocaso da vila do Bonfim e Folclore Brasileiro e Cthulhu: Nova Amsterdã. Essas postagens falaram um pouco da nossa ideia no cenário que está sendo produzido, então vale a pena dar uma conferida. E vou aproveitar o ensejo deste texto, para ao final explicar algumas modificações que foram feitas na proposta ao longo dos testes nos últimos meses.

A aventura vai começar – Parte II

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima.

Primeiramente gostaria de desejar um feliz novo ciclo a todos que acompanham a Caixa do Lima, a todos os leitores do Mundos Colidem e aos amantes desse joguinho maravilhoso de rolar dados que surgiu há mais de quarenta anos. E nesse retorno/renascimento das atividades da Caixa, vamos atender a pedidos e falar de Fate, dando sequência a uma das postagens com grande feedback neste ano que se passou. E aproveitando o ensejo e oportunidade, e fazer o jabá para o nosso “Índice Mundos Colidem para FATE Acelerado“. É só clicar e ir para o abraço.

A Aventura vai Começar” foi publicada em 10 de fevereiro de 2017 e abordava dicas para os narradores começarem uma aventura no sistema Fate de forma dinâmica, com sugestões para o processo de construção de personagens, além de algumas pequenas dicas de organização da narrativa. Em A Aventura vai Começar – parte II, a proposta é dar um suporte aos narradores com algumas dicas que podem ser úteis na organização da aventura, e quem sabe, para seu sucesso, garantindo a diversão dos participantes.

Fichas para Fate Básico

Fichas para Fate Básico, baseadas na versão da Solar Entretenimento, em versão PDF, podendo ser apenas a versão impressa ou a impressa preenchível.

Um Grito na Noite – Aventura de Persona 4 para Cortex Plus

Olá,

No dia 15 de outubro de 2017 ocorreu o evento Anima Con aqui na cidade de Natal/RN, um evento para fãs de animes e mangás, com espaço também para outras áreas afins, como o k-pop, card game, jogos eletrônicos, boardgame e RPG. Nós, do Mundos Colidem, fomos chamados para auxiliar na organização da parte de RPG, em parceria com a Ludobox que estava organizando a parte de boardgames. Por ser um evento de anime, foi decidido que todas as aventuras-prontas mestradas no evento seriam na ambientação de algum anime, escolhendo-se sistemas adequados para um jogo naquele cenário. Assim, levamos seis mesas: Blame!, mestrado por Lima no sistema do Savage Worlds; Boku no Hero, mestrado por Robson no sistema Icons; Naruto, mestrado por Tio Lipe no sistema do 3D&T Alpha; One Piece, mestrado por Joka no sistema do Open Legends; Fullmetal Alchemist, mestrado por Necrolas no sistema do Savage Worlds; e Persona 4, mestrado por mim, Leish, no sistema do Cortex Plus. Ainda na linha da postagem anterior, eu trago no capítulo de hoje, uma análise sobre o sistema Cortex Plus que tenho utilizado em meus jogos shounen, a aventura-pronta e as fichas de personagens que foram utilizadas – cujos experimentos acabaram resultando no Cortex Shounen, que você pode conferir clicando aqui.