Nova Amsterdã: Lidando com sanidade e loucura

O ano virou e finalmente retomamos às atividades aqui na coluna Espaço Mítico. Eu sou o Gilberto “Joka” Olimpio, responsável por este espaço onde já passaram muitas dicas para narradores novatos, sugestões de livros sobre narração, artigos sobre hexcrawl, resenhas de sistemas, uma adaptação bacanuda para Fate Acelerado de Mouse Guard, discutimos Fate Fractal, disponibilizei aventuras prontas para o sistema Medievo (e que é facilmente adaptável para outros sistemas), e a recente participação em peso do Mundos Colidem no concurso Alphaversos, como pode ser conferido na postagem de Leish com seu cenário Yousei.

Nova Amsterdã: O Conhecimento sobre os Mythos

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima.

 

No último episódio da Caixa do Lima, conversamos sobre a sequência da postagem a Aventura vai Começar (Parte 1 e Parte 2), que é uma série de artigos direcionada para os iniciantes — e porque não, para os curiosos e desejosos de outras alternativas — no Sistema Fate.

No episódio de hoje, vamos voltar a nossas atenções para Nova Amsterdã, um cenário para Fate Acelerado que estou desenvolvendo em parceria com Gilberto “Joka” Olímpio, e que foi abordado anteriormente em nossas respectivas colunas. Vamos a retrospectiva? Nova Amsterdã 1646: Os Mythos chegam ao nordeste holandês, Nova Amsterdã 1646: O estranho ocaso da vila do Bonfim e Folclore Brasileiro e Cthulhu: Nova Amsterdã. Essas postagens falaram um pouco da nossa ideia no cenário que está sendo produzido, então vale a pena dar uma conferida. E vou aproveitar o ensejo deste texto, para ao final explicar algumas modificações que foram feitas na proposta ao longo dos testes nos últimos meses.