Star Wars para Fate Acelerado

Olá! Eu sou Rafael Oliveira e esse é meu primeiro artigo de RPG (espero que de muitos) aqui no Mundos Colidem. Apresento pra vocês hoje a adaptação para Fate do jogo Star Wars – Fronteiras do Império, originalmente publicado pela Fantasy Flight nos Estados Unidos e trazido pelo Brasil em português pela Galápagos Jogos. Tanto esse artigo como a adaptação teve ajuda do pessoal do Mundos Colidem e de grupos de RPG do Telegram e Facebook.

Porque adaptar o Fronteiras do Império?

Primeiramente, este jogo tem um canto especial no meu coração porque é de Star Wars e porque ele marcou o meu retorno ao mundo do RPG em 2014, me trazendo de volta a esse maravilhoso hobby. Depois, o Fronteiras do Império é um jogo que tem como foco a vida na Orla Externa do universo de Star Wars, região do espaço rica em possibilidades e onde o bem e o mal se misturam, um pouco distantes daqueles conflitos entre Jedis e Siths.

É lá onde os povos vivem isolados de quase tudo o que acontece no recente Império Galáctico, e no entanto vivem sobre sua influência ferrenha. Então temos aí um cenário onde os jogadores precisam sobreviver nesse ambiente frágil e hostil do universo, onde sempre se deve algo a alguém pra poder sobreviver. A mecânica de jogo e, principalmente, dos dados do jogo original são ótimas e recomendo muito a versão original.

Han Solo em sua nave - por Mark Brooks

Então, vem a pergunta:

Por que adaptar o jogo pra FATE?

A adaptação veio primeiramente com a necessidade de narrar Star Wars para um grupo que queria uma partida rápida de RPG, sem muito compromisso de ler regras, fazer personagens, etc. Procurei então a possibilidade de jogar utilizando o cenário e adaptar os elementos marcantes da mecânica em um sistema simples. Como resultado, consegui apresentar aos jogadores tanto o cenário de Fronteiras do Império quanto a mecânica de Fate. Dois coelhos com uma cajadada só.

Histórico da adaptação

A primeira adaptação feita foi simplesmente a transcrição de todas as perícias apresentadas no livro Fronteiras do Império no modelo de Fate Básico. O jogo permite essa adaptação simplificada e funcionou sem problemas. Devido à quantidade de perícias, foi necessária a distribuição maior de pontos do que o indicado no livro básico. Contudo, durante o jogo teste, foi observado que a quantidade de perícias similares confundiam os jogadores, optando-se então na utilização da lista básica de perícias apresentadas no livro de Fate Básico.

Posteriormente, vi que talvez fosse mais interessante enxugar ainda mais essa lista, em um agrupamento menor de perícias, inspirado nas profissões apresentadas no Jadepunk, cenário de Fate. As abordagens definidas serão representadas mais a frente. A lista de habilidades de Carreiras, Raças e Equipamentos foram facilmente adaptadas em formato de Façanhas do Fate. Optei por não abordar os Sensitivos da Força no momento, mas acredito que essas habilidades podem ser adaptadas através do uso de façanhas sem maiores problemas.

RPG Star Wars - Fronteira do Império

Desenvolvimento da ficha

A ficha foi pensada para ter o aspecto visual próximo a do jogo original e também ter informações de suporte para o jogador, contendo, além das informações básicas de Fate, as descrições de cada um dos Aspectos e de quais ações ele pode utilizar. Deve ser impressa em A4 e dobrada na metade para ser fácil de levar e também ocupar pouco espaço na mesa.

Personagens prontos e fichas modelo

Para essa adaptação, foram criados personagens prontos para serem jogados sem maiores preparações do mestre ou jogador. Eles podem ser utilizados tanto para jogar quanto para serem utilizados como exemplo para o desenvolvimento de novos personagens, carreiras, itens, entc. Fique a vontade e sejam criativos!
O link das fichas se encontram a seguir:

Personagens Prontos

Fichas Modelo

Sem mais delongas então, vamos à adaptação.

Aspectos de jogo

Abaixo seguem alguns aspectos que dão o clima do que é viver nas Fronteiras. Elas podem ser utilizadas tanto para o mestre quanto para os jogadores para dar o clima do jogo.

Você sempre deve algo a alguém

Dificilmente conseguirá quitar suas dívidas

O Império controla tudo

Para sobreviver, ninguém pode andar na linha

Aspectos de personagem

Os aspectos do personagem são definidos em cinco categorias, que devem ser preferencialmente todas preenchidas. São elas:

Representação: Uma frase única que resume bem quem o seu personagem é e como os outros o verão. Não necessariamente ele é isso, mas com certeza ele pensa que é.

Exemplos: Melhor Piloto da Galáxia, Tudo que eu quero tem quer ser meu, por bem ou por mal.

Antecedentes: Representa fatos que ocorreram em seu passado que influencia de forma determinante em seu presente.

Exemplo: Fui traído pelos meus iguais.

Crença: Representa como o personagem enxerga ou encara o mundo ao seu redor.

Exemplo: O universo esconde segredos que poucos conhecem.

Obrigação: Representa dívidas (tangíveis ou intangíveis) entre ele e outras pessoas ou corporações. Esse aspecto deve representar problemas que forçam o personagem a viver sobre constante tensão.

Exemplos: Vício, traição, chantagem, recompensa, crime, dívida, senso de dever, família, favor, juramento, obsessão, responsabilidade, etc.

Relação: Esse aspecto deve ser preenchido antes da sessão do jogo. Serve para definir a relação desse personagem com outro jogador da sessão. Deve ser definido no sentido anti-horário da mesa.

Exemplo: Ideon Darray deve a mim e a meus fornecedores.

Abordagens

Descrevem o conjunto de talento inato, experiência ou treinamento. Elas servem como um agrupamento de perícias a serem utilizadas quando necessários em jogo. Elas são propositalmente genéricas, de modo a dar maior versatilidade ao personagem. São as seguintes:

  • Combate: Treinado no uso de armas e manobras.
  • Exploração: Sabe guiar qualquer coisa na terra, ar e espaço.
  • Máquinas: Constrói, repara, sabota e hackeia.
  • Estudo: Pensa, descobre e interpreta conhecimentos.
  • Manha: Se esgueira e engana.
  • Social: Influencia e socializa.

O jogador pode distribuir os pontos da seguinte forma:

  • 1 Abordagem de nível 3;
  • 2 Abordagens de nível 2;
  • 2 Abordagens de nível 1; e
  • 1 Abordagem de nível 0.

Nessa adaptação, não foram definidos valores bases com relação à raça (como são abordados no Fronteiras do Império), deixando isso a ser especificado somente na lista de façanhas. Nessa adaptação levou em consideração que todos os personagens são adaptáveis o suficiente pra ter qualquer combinação de abordagens.

Lista de Façanhas

Essa lista representa a evolução do personagem em relação à sua Carreira, Equipamentos e Raça, de forma de “árvore de façanhas” o que quer dizer que o jogador precisa “comprar” a façanha anterior para então seguir a frente, mostrando uma evolução gradativa do personagem. O recomendado é que cada personagem comece com pelo menos uma façanha de cada categoria e ir evoluindo para a seguinte conforme o avanço na história.

Carreira

Representa a “profissão” do seu personagem. É o que ele faz para sobreviver na Orla Exterior. As façanhas devem estar relacionadas com as habilidades desenvolvidas durante o dia-a-dia da profissão.

Algumas sugestões de carreiras:

Caçador de Recompensas: Trabalha à procura de recompensas. São temidos, insultados, menosprezados e altamente requisitados por toda a galáxia. Trabalham para si. Exemplo: Assassino, Artífice ou Sobrevivencialista

Colonista: Nasceram nos Mundos Centrais mas optaram por viver na Orla exterior pra tirar o melhor proveito de suas habilidades sociais e conhecimentos. Exemplo: Médico, Político ou Erudito.

Explorador: Pretende desvendar os inúmeros mistérios e oportunidades que o universo abriga. Desbravam informações e rotas comerciais tanto para o Império quanto para os Rebeldes. Exemplo: Morador da Fronteira, Patrulheiro ou Negociador.

Mercenário: Quando o assunto é luta, o mercenário parte para a linha de frente, desde que lhe paguem o valor correto. Geralmente são associados a um grupo ou guilda específicos. Exemplo: Guarda-costas, Saqueador ou Soldado Mercenário.

Contrabandista: Sabem se virar na sociedade do submundo e da fronteira e costumam saber como as coisas são feitas, principalmente quando a legalidade não é um problema. São os serem mais independentes da Orla Exterior. Exemplo: Piloto, Trapaceiro ou Ladrão.

Técnico: Mestres em usar, manter, consertar e aprimorar qualquer coisa com energia ou engrenagens. Exemplo: Mecânico, Tecnólogo Proscrito ou Invasor.

Equipamentos

Essas façanhas representam os equipamentos em que o personagem é treinado na utilização ou que ele conseguiu desenvolver a partir da sua evolução na Carreia. Eles servem para ajudar os outros ou a si em suas tarefas. Utilize as fichas prontas como exemplos de façanhas de equipamentos.

Racial

Representa façanhas relacionadas ao corpo ou personalidades relacionados a cada espécie habitante do universo de Star Wars. Utilize as fichas prontas como exemplos de façanhas raciais.

Naves

As naves ocupam um local de destaque no mundo de Star Wars. Assim, elas são representadas como personagens com aspectos, abordagens e também sofrem estresse e consequências.

Tripulação: Lista a quantidade de personagens que podem ocupar a nave e as posições q eles ocupam.

Aspectos

São criados da mesma forma que para personagens.

Abordagens

Funcionam como um recurso que garantem bônus positivos ou negativos para o testes das Abordagens da tripulação. Para a criação são utilizados os bônus de +1, 0 e -1 distribuídos de acordo com a capacidade de cada nave.

  • Combate: uso das tecnologias ofensivas, como armas de laser, canhões, etc; somente afeta Artilheiros.
  • Exploração: Facilidade ou dificuldade de manobra. Usado para se defender de ataques e pilotar para vencer terrenos. Somente afeta o Piloto e Co-piloto. Os dois fazem o mesmo teste e o maior resultado é o que fica.
  • Máquinas: Facilidade de reparo dos escudos e de manipulação dos sistemas internos da nave. O nível de estresse em Escudo indica a dificuldade de seu conserto. Escudos totalmente danificados não podem ser consertados em combate. Somente utilizado pelo Mecânico da nave.
  • Mais à frente serão detalhadas novas naves e o processo de criação de naves e detalhes de batalhas.

Próximos passos

Deu um pouco de trabalho de desenvolver esse material, assim, espero que jogadores e mestres possam usar esse material, testar e melhorar o que der!

O meu plano agora é ir criando mais material para uso de jogos rápidos e por fim adaptar tudo o que puder para quem sabe fazer um livreto base mais completo com raças e classes bem definidas e separadas! Vamos ver no que dá! Bom jogo a todos!

3 Comentários

  1. Sempre sensacional! Quando finalizar, favor deixar em um PDF, tal qual Avatar e Shadowrun. É mais prático para socializar. O Shadowrun ainda uni a ficha ao texto, que estava em arquivo separado.

    Prof. Gilson

  2. Rafael Oliveirasays:

    Olá Gilson! Quando tiver um “módulo” mais fechado, faço isso sim! Nem que seja um livretinho básico!

  3. Ficou muito massa! vou usar com certeza

Deixe uma resposta