O Enclave do Arquimago

Saudações, nobres aventureiros e vis malfeitores.

Sejam bem-vindos ao Enclave do Arquimago, as ruínas de uma cidade flutuante caída em algum ponto da selva amazônica, que encerra um número incontável de tomosmágicos e mundanos – e portaisnem todos confiáveis – que levam a qualquer parte do multiverso.

enclave do arquimago

O velho Arquimago passa seus dias aventurando-se pelas ruínas da cidade, recuperando livros e pergaminhos, bem como aventurando-se pelos diversos portais da cidade, identificando os com mau funcionamento. Vez ou outra, quando a curiosidade é maior do que a prudência, também faz uso dos portais, vagando pelos mundos e reunindo informações que um dia podem ser úteis, para ele ou outros aventureiros.

Nas últimas décadas, sua biblioteca cresceu de forma assustadora, o que o tem levado a estudar com muito afinco, magias capazes de criar grandes espaços multidimensionais.


É isso aí, amigos.

Mais uma vez embarco em um novo projeto, dessa vez com feras do RPG potiguar. Para mim, os mundos colidiram e dos destroços destes mundos, um novo, maior e melhor está surgindo.

Durante alguns meses, tentei continuar escrevendo sozinho, da mesma forma que fazem alguns heróis que escrevem sobre o nosso hobbie aqui no país, mas no meu caso a tarefa foi por demais hercúlea e depois de vivenciar bons momentos de parceria, começando no finado Paragons e terminando no ForjaRPG, parcerias estas que renderam boas amizades ao longo dos anos, nada mais natural do que procurar reavivar novamente este sentimento e buscar trabalhar em equipe.

Nesta coluna, além de D&D (suas várias edições, mas principalmente a mais recente), vou falar também sobre o Mythras (RuneQuest 6), diversos outros sistemas e cenários, assim como também pretendo fazer umas visitas, adaptando alguns elementos de jogos como Skyrim e The Witcher para alguns desses sistemas.

Se você tem alguma dúvida sobre algum tomo, deixe sua sugestão nos comentários, que o Arquimago vai aventurar-se em busca da informação requerida, ou quem sabe, você pode encontrar essa informação em alguma outra coluna desta grande colisão.

Deixe uma resposta