Boku no Hero Academia para Fate Acelerado

Olá galerinha!

Eu sou Helio e após um longo período de tempo, devido as missões proporcionadas pela classe “Adulto”, consegui fugir por um tempinho… Então, vamos ao que realmente interesse porque “quem enche linguiça é salsicheiro”! Nossa viagem desta semana na Estação das Brumas nos leva a um mundo de alegrias fantásticas! Não é o “melhor lugar do mundo”, mas é bom pra caramba: o mundo de BOKU NO HERO! Nosso objetivo hoje, crianças, é explorar este mundo de super poderes para um dos RPGs mais queridinhos: FAE- Fate Acelerado! Então se segura e vamos para as apresentações.

 

Shizukesa ga shimikomu yō de
Iki o tometa gozen goji
Hijō kaidan de tsume o kamu asu wa docchi da
The day has come

Keshite akenai yoru mo
Furitsuzukete yamanai ame mo
Kono rokudemo nai sekai ni
Wa aru nda yo

Sukoshi mo hen de wa nai no
Madoromi ni ashi o torareteru
Anata o semete iru wake ja nai nda yo

Hitori kūsō ni asobu
Soko de omoiegaita koto made hajiru no kai?

Karamiau meikyū meikyū soredemo yuku to iu no?
Chīsaki tabibito ga kanaderu hajimari no kane no ne
Yuku ate mo don’t know don’t know
Hontō wa kowain ja nai no?
Fumidasu sono ippo ippo ga kaete yukeru sa
The day has come

Por um instante,perco a respiração
Às 5 da manhã, só o silêncio
Busco a saída, qual o caminho do amanhã?
O dia chegouUma noite que nunca termina
A chuva que cai nunca vai mais parar
Juntas nesse mundo que
Não tem mais o seu valor

Até que isso não é tão estranho
Pois sempre tropecei seguindo o meu caminho
Mas nunca nessa vida vou precisar culpar alguém

De dentro da ilusão vou te buscar
Me diga então: se orgulha de tudo o que desfez e vai realizar?

Num labirinto eu me perco mas eu insisto nesse meu rumo!
E ouço, à distância, um sino que pode me guiar para um novo início
Qual meu destino? Eu não sei não
Me responda: Você tem medo?
Em cada passo que der, você irá se transformar e saber que
O dia chegou

 

O que é FAE?

Para nossa adaptação, vamos utilizar o sistema de regras Fate Acelerado (FAE). Muitas adaptações para esse sistema já foram feitas pela equipe de pessoas estranhas que fazem parte da família Mundos Colidem. Por quê? Por que amamos esse sistema! Sua versatilidade única faz o papel do narrador/mestre/juiz/anfitrião/maestro muito mais fácil e divertido no decorrer da aventura, levando a inúmeras reviravoltas cinematográficas. Algumas modificações serão apresentadas em nossa adaptação, entretanto, como gosto sempre de lembrar, não é necessário utilizar todos os elementos apresentados aqui: caso algum deles não se encaixe na proposta que você quer passar em sua mesa, ignore. Além disso, para esta adaptação vamos utilizar as informações retiradas da primeira temporada da série BOKU NO HERO ACADEMIA.
Caso ainda não tenha adquirido seu exemplar de Fate Acelerado, corre e adquira na loja da Editora Solar clicando aqui (Fate Acelerado).

O que e Boku no Hero Academia?

Escrita e ilustrada por Kōhei Horikosh, Boku no Hero Academia, é uma serie de mangá também conhecida como My Hero Academia. A historia nos apresenta Izuku Midoriya, um garoto que nasceu sem poderes em um mundo em que 80% da população possui poderes especiais chamados de “individualidades” ou “Quirk”. Nosso garoto, mesmo sem poderes, deseja se tornar um Super Herói, uma das muitas profissões que existe no mundo.

Neste mundo, após o surgimento da primeira criança com algum tipo de poder, vários outros casos foram identificados. E os poderes, chamados de individualidades, foram se tornando comuns e passando a moldar a sociedade como um todo. Contudo, os índices de criminalidade cresceram proporcional ao surgimento dos heróis, ambos com as mais variadas capacidades.

Para não acabar gerando mais problemas para a sociedade, leis foram criadas para regulamentar o uso dessas individualidades. E com elas, houve o surgimentos das escolas secundárias de heróis, criadas com o intuito de formar pessoas com capacidades para superar as mais diversas situações de risco, fazendo-os heróis de verdade. A mais conhecida e famosa no anime é a U.A, aqui os alunos passam por um exame para serem admitidos e são treinados por heróis já conhecidos e famosos na sociedade como, por exemplo, o Present Mic (Hizashi Yamada) e Eraserhead (Shota Aizawa). Na U.A os alunos são divididos em departamentos e classes – A, B, C, D, E, F, G, H… A Classe 1A é a classe do nosso protagonista Deku.

Criação de personagem e modificações no sistema

Agora, vamos seguir com os passos para a criação do personagem e inserir as mudanças nas regras e mecânicas novas.

1º Passo: Nome e Aparência.
2º Passo: Aspectos.

Conceito

Dificuldade

+2 Aspectos adicionais

3º Passo: Abordagens.

As abordagens seguem conforme o modelo original apresentado no livro.

4º Passo: Peculiaridade.

Neste momento, vamos desenvolver qual a habilidade do personagem. Assim como um Aspecto, o jogador deverá pensar como seria essa habilidade e junto com o narrador conseguir algo. O ideal é que a habilidade não possa fazer tudo, como “Controle da Realidade WTF”, nem seja algo tão mixuruca como “Andar com os braços”. Uma descrição deve ser construída com palavras chaves “VERBOS e ADJETIVOS”, que vão ajudar a determinar a extensão dessa habilidade, contudo é preciso um equilíbrio dado pelo julgamento do narrador. Vamos ao exemplo:

Explosão: essa habilidade permite que o personagem transpire suor semelhante a nitroglicerina, possibilitando gerar grandes explosões.

Analisando esta individualidade, o jogador pode criar efeitos diversos usando as abordagens padrões, tratando a individualidade como uma ferramenta, o veiculo da ação – esse personagem poderia dizer que usaria poderoso com sua individualidade para explodir uma porta, ou mesmo poderia fazer um teste de cuidadoso para deixar cair uma gota do suor dentro da tranca de um cadeado com o intuito de quebrá-lo.

Estômago de dragão: tudo que o personagem come é transformado em energia que pode ser expelido como um poderoso jato de fogo.

Neste exemplo, o jogador poderia criar uma ação em que comeria uma bomba com o intuito de cancelar uma explosão. Sim, é possível isso, mas o narrador também poderia invocar seu aspecto fazendo-o ficar fadigado, com fome ou entregando sua posição com um ronco do seu estômago.

Obs.: Salientando aos navegantes que, como um aspecto, a individualidade também poderá ser invocada pelo narrador, com o intuito de atrapalhar o personagem.

5º Passo: Façanhas.

Todo personagem começa com três façanhas iniciais de graça e a recarga inicial de um personagem aqui será de cinco pontos. O jogador poderá gastar os pontos de recarga para adquirir novas façanhas. Neste momento é interessante que as façanhas do personagem sejam aplicações de sua peculiaridade.

6º Passo: Dispositivos

Os dispositivos são elementos comuns no Anime/Mangá. Muitas vezes esses objetos vêm com o intuito de ajustar ou permitir uma aplicação diferente da individualidade do personagem. Portanto, a sua representação. em regras, pode ser feita através de um aspecto para indicar quando ele for de especial importância ou ele pode ser descrito como uma façanha para representar um de seus usos.

10 Individualidades para você

Para ajudar a estimular a sua criatividade, segue a lista com dez individualidade que podem ser usadas em seus NPC ou pelos seus jogadores. Esses exemplos estou tirando das campanhas de supers que narrei e das ideias estranhas que alguns jogadores já tiveram.

  • Corte no Espaço: o personagem possui a habilidade de se deslocar no espaço, cortando o espaço entre dois pontos tocados anteriormente e representados por algum tipo de objeto no local que esteja dentro do seu alcance de visão. Com isso o jogador é capaz de desferir ataques corpo a corpo em quem estiver dentro da área desse espaço como se estivem engajados fisicamente, da mesma forma é capaz de deslocar objetos e pessoas dentro dessa área.
  • Lembrança Especial: o personagem pode salvar um momento em sua memória e quando quiser ele poderá acessar esse momento e tirar proveito de qualquer coisa útil ali mostrado, gerando conhecimento ou mesmo um tipo de memória física relacionada ao momento gravado. Não e possível ter mais de um momento por vez.
  • Frankenstein: seu corpo e todas as suas células não são como de uma pessoa normal, seu corpo se alimenta de material sintético e seu corpo é feito desses mesmos materiais – tornando-o mais resistente e eliminando certas necessidades, como dormir e respirar.
  • Pião: uma habilidade intrigante, esse personagem faz com que todas as coisas que toque se torne um pião e fiquem a girar constantemente em seu próprio eixo, quebrando qualquer sentido relacionado a física. Uma caixa, por exemplo, iria ficar girando sem parar ate o efeito do poder acabar.
  • Saliva modelável: A saliva do personagens é como um substancia que se torna sólida e adquire uma alta densidade após alguns segundos. O personagem é capaz de usá-la para criar diversos tipos de ferramentas, contudo sua composição não é mudada, uma luva de saliva apesar de dura como ferro não tem as propriedades do ferro.
  • Mancha: seus músculos, ossos e órgãos podem se transformar em uma substancia de cor preta como uma mancha de tinta bidimensional, nessa forma não é capaz de manipular outros objetos, mas consegue se mover pelas passagens mais estreitas.
  • Aço: essa habilidade permite ao personagem dar as propriedades do aço temporariamente para qualquer coisa que toque, uma folha de papel poderia se tornar uma lâmina, água poderia ficar sólida quando tocasse nela.
  • Rede Social: seu cérebro funciona como uma grande rede social permitindo conectar varias pessoas em uma espécie de chat psíquico, que se manifesta através de mensagens que todos os conectados conseguem transmitir e visualizar. É preciso saber o nome verdadeiro da pessoa que quer conectar, ele precisa querer fazer parte, do contrário, o efeito não funciona. Os membros dessa rede podem mandar imagens ou mesmo vídeos de coisas que estão vendo e ouvindo.
  • Meu nome é Leish, “Leishmaniose”: esse personagem sofreu uma transformação que o tornou um parasita gigante, sua habilidade permite se transformar em chapéus, bonés, acessórios semelhantes e quando alguém o “veste” exerce controle mental sobre a pessoa.
  • Binóculo: ao colocar as mãos nos olhos como um binóculo, o personagem amplia o alcance de sua visão, além de poder analisar com melhor clareza a detalhes, como sua visão se adaptar ao ambiente permitindo ver no escuro ou aumentar e diminuir o zoom.

Uma pitada de história

Muito bem! Personagens prontos, agora é hora de jogar! Quais as possibilidades? Uma aventura neste cenário pode seguir por diversas vertentes, em Boku no Hero Academia existem muitas agências de super heróis que realizam trabalhos para o governo, existem várias escolas e, claro, outras profissões que podem ser especializadas no uso de suas individualidades. É possível conduzir uma campanha em que: o personagem seja mais um aluno aprendendo no dia a dia, se envolvendo com organizações criminosas ou em grandes intrigas políticas/sociais; os personagens podem formar uma agencia própria ou, quem sabe, trabalhar para um grande herói famoso; os personagens podem ser exploradores escolhidos para o trabalho devido às habilidades que faz deles aptos; os personagens podem ser membros do exercito que estão em uma guerra fria com outro pais inimigo; e por aí vai.

Pois bem galera, até a próxima! Deixem suas idéias, sugestões e dúvidas! E, quem sabe, podemos trazer mais alguma coisa deste universo para vocês em nossos próximos encontros!

Deixe uma resposta