Terraplana 3: Ambientação

Bom, galera, antes de começar, queria falar um pouco de como vai ser o Terraplana. O sistema que usarei para apresentar será o Savage Worlds e os posts serão curtos e com enfoque em determinados elementos dessa ambientação. Portanto, sem enrolação, vamos lá.

Geografia e Sociedade

Dando continuidade ao conto apresentado, Plutão é um cenário pós-apocalíptico de sobrevivência em cidades-redomas dentro da terra. O planeta ainda tem sua geografia como a conhecemos, com os continentes sendo divididos em três grandes blocos: América (Central, Norte e Sul), Europa (Europa e Africa) e Ásia – (Oceania e Ásia). Nos localizaremos no bloco correspondente à América Sul, exatamente onde o Brasil está. Sabe-se que existem pelo menos três cidades-redomas, cada uma com seu padrão de sobrevivência e leis que as regem; um em Minas Gerais, um no Amazonas e o última no Piauí, com cerca de vinte mil moradores.

Estas cidades-redomas parecem com as cidades normais, só que subterrâneas e apesar de terem redoma no nome, o teto não é abobadado, com uma altura vertiginosa de trinta quilômetros, aproveitando as escavações iniciais e usando suporte metálicos improvisados para segurá-lo. Luzes artificiais iluminam o “dia” e a “noite”, com formações cristalinas brilhando no teto como se fossem estrelas.

Estrutura SubterrâneaCada humano sobrevivente tem uma função na cidade-redoma, definida a partir do que seria o ensino médio, já que trabalho é o que não falta, de engenheiros de sustentação até fazendeiros (falarei mais sobre isso no próximo post). Os animais são criados em jaulas, insuficientes para suprir as necessidades de alimentação de todos e as plantas desenvolvem-se em áreas próximas ao teto, para melhor aproveitar a iluminação do “dia”.

O sistema politico existente na cidade-redoma do Piauí é via conselho, quinze anciões votados pela  população. Cabe a eles a tomada de decisões que vão desde a escolha dos trabalhos dos jovens até quem pode deixar as redomas para desbravar mais espaço para a população. Algumas pessoas que nos primeiros anos, não se encaixaram no sistema da cidade, fugiram para o interior da Terra, para nunca mais voltar.

Apesar da sociedade na cidade agir como uma comunidade, a pobreza ainda existe, e com ela, a falta de oportunidades que gera ladrões —  algo comum devido a esta condição.

Os Perigos Exteriores

Os perigos fora da cidade são vastos e desconhecidos, ocultos pela escuridão, tomando a forma de animais e criaturas que antes eram apenas parte de lendas e livros de jogos. Insetos gigantes de diversos tipos, cobras venenosas, mamíferos cavadores de diversos tamanhos e humanoides disformes com esferas brancas no lugar dos olhos. A superfície da terra ainda abriga vida,  comprovada em imagens conseguidas antes das memórias serem apagadas dos primeiros avatares e mecha: um céu cheio de nuvens pesadas e plantas que parecem ter sido esculpidas em metal.


Bom, galera, por hoje é só. No próximo post colocarei a divisão da cidade-redoma e as profissões — pelo menos as que são mais importantes para se jogar.
Até mais, e espero que continuem a comentar e compartilhar a palavra.

Comentários

0 Comentários

Deixe um comentário

Por favor, seja educado, nós do Mundos Colidem apreciamos isso. Seu endereço de e-mail não será publicado e os campos necessários serão marcados.