Resenha: Inverno Eterno

Bem vindo ao Inverno Eterno, onde a neve e o clima hostil não são para os fracos, um jogo de sobrevivência medieval com toques tecnológicos sutis, descrito pelos autores como “um cenário não pós-apocalíptico”, ele está como uma das metas a ser batidas no financiamento do Weird Wars 2 pelo Catarse.

Pegue suas vestimentas de frio e nos acompanhe nessa jornada pelo mundo de Ehlerrac.

Resenha – Medievo: aventuras na baixa idade média

Depois de um hiato de 15 dias bastante atribulado, a Espaço Mítico retorna esta semana trazendo para vocês a resenha de uma das pratas da casa, o Medievo. Criado por Raphael Lima, que também escreve na coluna Nomos do Mundos Colidem, este jogo autoral é fruto de várias reflexões sobre o nosso querido hobby como ferramenta educativa nas aulas de Ensino Religioso e História por meio de um projeto de iniciação ao RPG nas escolas em que trabalha. Assim, o principal objetivo do Medievo é tornar-se um sistema que possa ser utilizado futuramente em temas como Egito Antigo, Reinos Africanos e história local.

Resenha do Weird Wars 2 (Guerras Estranhas) para Savage Worlds

Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos.
— Winston Churchill, Primeiro Ministro Britânico

 

Esta frase de Winton Churchill foi proferida em 10 de julho de 1940, ao fim da batalha na qual a Luftwaffe, comandada por Hermann Goering, tentava aniquilar a RAF – Força Aérea Britânica. Goering acreditava que conseguiria derrotar a RAF em quatro dias, para permitir a Operação Leão Marinho, que iniciaria a invasão da Inglaterra. Mas a batalha durou três meses, terminando milagrosamente com a retirada dos aviões alemães do cenário.

Ryuutama

Olá pessoas!
Em minha primeira postagem aqui no Mundos Colidem, eu falei sobre o único e cativante Golden Sky Stories. Hoje trarei aos senhores o que eu pude absorver da leitura de outro RPG japonês e que foi lançado através do Kickstart pelo Kotodama, o mesmo pessoal que trouxe o já mais conhecido Tenra Bansho Zero (este infelizmente ainda não pude ler). Estou falando de Ryuutama, um RPG de fantasia natural único e que merece a atenção e leitura de todos.

Resenha de Weird Wars 1 para Savage Worlds

As coisas que não são desta terra rastejam através da lama sufocada por cadáveres de Flandres. Formas além da imaginação dançam nas nuvens obscuras de cloro que derivam através do campo de batalha de Ypres. As coisas escamosas se elevam das águas escuras dos pântanos de Pripet. Restos mortais de criminosos há muito executados por romanos rastejam seu caminho em direção a um sol que não vislumbraram em mil anos.

E assim começa o financiamento no Kickstart de Weird Wars 1, feito em 2016, sobre a Primeira Guerra Mundial, dando continuidade à saga da Legião do Crepúsculo.

Evolution Pulse

Quando a humanidade, em seu ponto mais alto enquanto civilização, encontra um tesouro escondido de avançada tecnologia alienígena, além de qualquer coisa que se tenha criado — ou sonhado — irá abrir esta Caixa de Pandora em troca de poderes inimagináveis sobre a realidade? Mas qual será o preço a ser pago?

 

Esta é a premissa de Evolution Pulse, um RPG de ficção científica transhumanista como você ainda não viu em língua portuguesa — mas verá!

Ghost Planets: Aventuras da Tropa de Xenohistória

Ghost Planets faz parte dos lançamentos de Mundo de Aventuras para Fate, um conjunto de cenários completos com regras especiais para seu gênero e que conta as aventuras da Tropa de Xenohistória, uma instituição do Conselho Mundial, que governa a Terra e suas colônias no século XXIII, para evitar que o seu planeta natal se torne mais um Planeta Fantasma.

Resenha de Weird Wars Rome para Savage Worlds

Bem-vindo, Miles Gregarius, junte-se à sua fileira e dê seu sangue e alma pelos seus irmãos da Legião, o Imperador demanda tomarmos estas terras.

Começo nesse post a apresentar cenários oficiais para o sistema Savage Worlds, que como vocês devem ter notado, é um dos meus preferidos. Vou apresentar a vocês o Weird Wars Rome, que se passa no período em que Roma era o centro da civilização do mundo.

Bom, vamos ao que interessa.

Golden Sky Stories

Olá pessoas!

Bem-vindos ao Santuário do Mestre, seu novo lugar no Mundos Colidem para falar sobre sistemas novos, velhos, perdidos, que ninguém liga, regras aleatórias e adaptações (de animes e games, geralmente). Eu sou o Tio Lipe, também conhecido como “Cavaleiros” por antigos leitores de blogs de RPG. Quem me conhece sabe que eu já tive alguns blogs, que TENHO um blog (confira o Papo de RPGista), e que já postei nos blogs dos outros (e olha eu aqui fazendo isso novamente). Já quem me acompanha sabe que meus trabalhos incluem principalmente, mas não exclusivamente, adaptações de Naruto… Quero dizer, de animes e games para diversos sistemas. Eu também sou louco por criar meus próprios sistemas e fazer meus jogadores sofrerem com playtests e mudanças intermináveis nas regras. E não é que, no fim, acabei criando mesmo um sistema ao meu estilo chamado Tio20 RPG! Apresentarei o danado em outra oportunidade, pois hoje, como minha postagem de abertura, vim trazer uma resenha que fiz tem um tempo sobre um jogo que me cativou absurdamente, mas, infelizmente, não pude ainda jogar. Estou falando de Golden Sky Stories.

Sweet Agatha – A verdade vem aos pedaços

Sweet Agatha é um jogo narrativo para duas pessoas que gravita ao redor do desaparecimento súbito de Agatha, a doce Agatha. Pistas levam a um enredo que deve ser desvendado em dez cenas que podem levar a reviravoltas e desfechos imprevisíveis. Aqui no Mecanismo Obscuro vamos dar uma olhada nas inovações da sua proposta de mistério colaborativo, e nas possibilidades narrativas dessa empreitada de Kevin Allen Jr.