Como apresentar “sistemas pesados” a jogadores iniciantes

Saudações, aventureiros.

Após uma semana de quinze dias, retorno ao Enclave do Arquimago, e no artigo de hoje vou falar um pouco sobre como tenho apresentado sistemas considerados pesados à jogadores iniciantes, dentro do projeto Mundos de Dados e Papel, que coordeno na Instituição de ensino que leciono.

Armas de família para D&D 5E

“A espada já estava na família há décadas. Alguns diziam que era feita de metal estelar e que tinha poderes mágicos, tendo salvado a vida de todos aqueles que as empunharam muitas vezes. A verdade é que nenhum deles estava vivo para confirmar as histórias e nenhum deles morrera de velhice.”

O equipamento que um personagem de primeiro nível possui, pode ser comprado, herdado, roubado, etc. Quando herdado, este equipamento pode trazer uma longa história e uma oportunidade única de incorporar elementos à narrativa – especialmente as armas.

Advogados de Regras

Embora esta não seja uma postagem típica do Encruzilhada dos Mundos, é útil para lembrar de uma figura conhecida nas mesas de RPG, o Advogado de Regras, que aqui vamos chamar carinhosamente de AdR. Ele pode não ser muito conhecido (pelo menos por este nome) para os novos jogadores e narradores, mas acreditem, ele existe e é mais comum do que se imagina.

Esta postagem foi originalmente feita no meu velho blog, onde nasceu o Mundos Colidem que vocês conhecem. Então não se assustem se parecer familiar.