Jogando Ryuutama

Olá pessoas!
Semanas atrás postei aqui uma resenha falando sobre um dos meus RPGs favoritos dos últimos tempos: o Ryuutama. Nela eu apresentei o jogo e resumi suas principais e diferentes mecânicas. Caso você não tenha a lido ou não se lembre do que falei, sugiro parar a leitura aqui e ler a postagem anterior a fim de se inteirar sobre o assunto. Pois bem, eu então consegui convencer meu grupo a jogar uma campanha usando o Ryuutama (com ajuda dos amigos Joka e Leish, também colaboradores do Mundos Colidem), e é o que viemos fazendo nas últimas semanas. Hoje o que vos trago é uma análise das minhas primeiras impressões do sistema, a construção da minha campanha e como as suas mecânicas únicas vêm se comportando em mesa.

Morts: Os Agentes Funerários

Hoje é dia de mais uma resenha, com um cenário da Evil Hat — editora do Fate — chamado Morts. Eu confesso que quase deixei passar, mas me rendi aos comentários de quem jogou no Drivethrough RPG e acabei me rendendo também ao seu charme nonsense de horror gore, que lembra um pouco Zombieland.

Morts é uma espécie de RPG de apocalipse zumbi. Mas não um apocalipse zumbi como os que você imagina; brutal, cruel e desumanizador. Nada disso.

Morts é um apocalipse zumbi legal.

Evolution Pulse

Quando a humanidade, em seu ponto mais alto enquanto civilização, encontra um tesouro escondido de avançada tecnologia alienígena, além de qualquer coisa que se tenha criado — ou sonhado — irá abrir esta Caixa de Pandora em troca de poderes inimagináveis sobre a realidade? Mas qual será o preço a ser pago?

 

Esta é a premissa de Evolution Pulse, um RPG de ficção científica transhumanista como você ainda não viu em língua portuguesa — mas verá!

Ghost Planets: Aventuras da Tropa de Xenohistória

Ghost Planets faz parte dos lançamentos de Mundo de Aventuras para Fate, um conjunto de cenários completos com regras especiais para seu gênero e que conta as aventuras da Tropa de Xenohistória, uma instituição do Conselho Mundial, que governa a Terra e suas colônias no século XXIII, para evitar que o seu planeta natal se torne mais um Planeta Fantasma.