Resenha do Terra Devastada e Selvagem

Olá galera, recebi o remanescente do Financiamento Coletivo do Terra Devastada semana passada e trago hoje a vocês uma resenha sobre o livro Terra Devastada e Selvagem escrito por Fernando del Angeles baseado no livro de John Bogéa e pode ser adquirido na loja da Retropunk Editora. E também já vou dar uma criatura nova pra vocês no final do post. Bom vamos ao que interessa né.

Raças de Mass Effect para Dungeons and Dragons 5ed

Olá galera, DnD 5ed em alta no Pontos de Ignição venho hoje até vocês apresentar as algumas raças de Mass Effect para vocês: Asari, Batarian, Drell, Krogan, Quarians, Salarians, Turians e Volus. As raças aqui são minhas impressões sobre elas baseadas em gameplays dos jogos da franquia e na wikia, aqui adaptadas de forma (habilidades e poderes de raça) que possam ser jogadas em mesas medievais.

Revisitando as Raças de Star Wars para Savage Worlds

Olá amigos, hoje apresento a vocês (reapresentar na verdade) as raças de Star Wars, apresentadas no antigo site do Mundos Colidem. Sem mais delongas e enrolações vamos a elas.

Raças de Dragonlance para D&D 5ª Edição

Olá galera, mudando um pouco de sistemas, vou apresentar a adaptação de algumas raças do cenário de Dragonlance (que amo muito dentre os outros existentes e deixei guardado há muito tempo na gaveta) para o sistema Dungeons and Dragons 5ed — sei que existem diversas adaptações por ai, muitas delas estão em inglês, então aqui estará minha visão sobre elas e não a oficial traduzida, entendido isso então vamos a elas que serão: os Irda, os Gully, os meio-anões(esse aqui é um bônus porque não existem no mundo de Krynn), Thanoi e os Ursoi. Antes de começarmos e é novo nos cenários cenários de D&D, você pode iniciar sua leitura no Guiamaniose.

Nova criatura para Savage Worlds – Predador Fantasma

Estávamos em pesquisa de campo desbravando novas terras — eu, Aiel, minha parceira, e como sempre, nosso fiel companheiro animal Mach, um excelente cão de guarda. Estávamos embarcados em uma carroça puxada por apenas um cavalo, que era o que a academia nos disponibilizava. No último mês adentramos as planícies a partir da cidade mais próxima e — nossa profissão? Desculpe não falar antes. Somos pesquisadores, catalogando novas especies de plantas e fungos, na busca incessante por novos ingredientes para novas poções e substitutos para as fórmulas já existentes.

A propósito, me chamo Limah.

Resenha: Weird Wars – Tour of Darkness

Benvindo à selva, soldados! Na resenha de hoje, vocês serão levados ao Vietnã no — até agora — último livro das Weird Wars (Quem sabe eles façam um com uma guerra no futuro, nunca se sabe).  Se está curioso pra ver os anteriores leia as resenhas de Weird Wars Rome, Weird Wars 1 e Weird Wars 2 (este último já em financiamento coletivo pelo Catarse).

Bom, vamos ao que interessa.

Resenha: Inverno Eterno

Bem vindo ao Inverno Eterno, onde a neve e o clima hostil não são para os fracos, um jogo de sobrevivência medieval com toques tecnológicos sutis, descrito pelos autores como “um cenário não pós-apocalíptico”, ele está como uma das metas a ser batidas no financiamento do Weird Wars 2 pelo Catarse.

Pegue suas vestimentas de frio e nos acompanhe nessa jornada pelo mundo de Ehlerrac.

Resenha do Weird Wars 2 (Guerras Estranhas) para Savage Worlds

Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos.
— Winston Churchill, Primeiro Ministro Britânico

 

Esta frase de Winton Churchill foi proferida em 10 de julho de 1940, ao fim da batalha na qual a Luftwaffe, comandada por Hermann Goering, tentava aniquilar a RAF – Força Aérea Britânica. Goering acreditava que conseguiria derrotar a RAF em quatro dias, para permitir a Operação Leão Marinho, que iniciaria a invasão da Inglaterra. Mas a batalha durou três meses, terminando milagrosamente com a retirada dos aviões alemães do cenário.

Resenha de Weird Wars 1 para Savage Worlds

As coisas que não são desta terra rastejam através da lama sufocada por cadáveres de Flandres. Formas além da imaginação dançam nas nuvens obscuras de cloro que derivam através do campo de batalha de Ypres. As coisas escamosas se elevam das águas escuras dos pântanos de Pripet. Restos mortais de criminosos há muito executados por romanos rastejam seu caminho em direção a um sol que não vislumbraram em mil anos.

E assim começa o financiamento no Kickstart de Weird Wars 1, feito em 2016, sobre a Primeira Guerra Mundial, dando continuidade à saga da Legião do Crepúsculo.

Resenha de Weird Wars Rome para Savage Worlds

Bem-vindo, Miles Gregarius, junte-se à sua fileira e dê seu sangue e alma pelos seus irmãos da Legião, o Imperador demanda tomarmos estas terras.

Começo nesse post a apresentar cenários oficiais para o sistema Savage Worlds, que como vocês devem ter notado, é um dos meus preferidos. Vou apresentar a vocês o Weird Wars Rome, que se passa no período em que Roma era o centro da civilização do mundo.

Bom, vamos ao que interessa.