É possível utilizar o RPG em sala de aula?

Olá, eu sou o Lima, Raphael Lima.

 

Essa semana na Caixa do Lima (outrora Nomos), esta coluna onde vos falo quinzenalmente (pelo menos me esforço para tanto), venho dialogar com meus poucos e fiéis leitores sobre o uso do RPG na educação.

AVISO:

ESSE ARTIGO RELATA A MINHA EXPERIÊNCIA COM O USO DO RPG EM SALA DE AULA

Desde o meu ingresso na docência por volta do ano de 2007, até os tempos atuais — já são mais de dez anos em sala de aula, até eu me assustei quando fiz essa conta — uma pergunta sempre me perseguiu:

é possível utilizar o RPG em sala de aula?

E após muitos anos de experiências com o RPG em sala de aula, nem tudo são rosas, nem todos os experimentos são exitosos ao longo de um tortuoso caminho de persistência e resistência para chegar ao que consegui hoje — que ainda não é o modelo ideal, mas já mostra muitos avanços na minha pesquisa.

Aventura e Personagens para Naruto 3D&T Alpha

Olá pessoas!
Aqui é o Tio Lipe e bem-vindos novamente ao Santuário do Mestre. Antes tarde do que nunca, diga-se de passagem. No dia 15 de outubro de 2017 ocorreu aqui em Natal/RN o Anima Con, um evento para fãs de animes e com espaço para diversas outras atividades relacionadas ao tema. Uma delas foi a arena de jogos, onde o Mundos Colidem ficou responsável pela organização do RPG. Como um dos narradores participantes, escolhi levar uma aventura que já havia narrado algumas vezes. Contudo, diferentemente do sistema anterior que usei para ela, resolvi que estava na hora de reviver um velho companheiro de aventuras: o 3D&T Alpha. E a aventura escolhida foi ambientada em Naruto.